Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘#resenha’ Category

Resenha de “O Lado Oculto do Medo”, publicada pelo Blog O Senhor dos Livros.

Autora: Barbara Nonato

Ebook disponível na Amazon Adquira o seu

Skoob

img_7194Tina é jovem e acabou de se formar em jornalismo. Está em uma nova etapa da vida, novo emprego, nova casa e novos vizinhos.  A vila para onde se muda tem muito moradores estranhos, mas ela não se importa, o aluguel e barato, fica próximo de seu novo emprego e ela está ansiosa por sua nova vida.

Logo após a chegada de Tina um suicídio na vila tira seu sossego. Os vizinhos parecem achar normal e a polícia não parece dar atenção. Mas então uma série de suicídios acontece, todos se matam materializando seus maiores medos. Tina não consegue explicar, mas não acredita que sejam somente suicídios. Todos são suspeitos. Como diria Randy em Pânico. Até mesmo o padre!

Sozinha Tina tenta desvendar o que está por trás de tantos suicídios em uma vila tão pacata. Ela corre grande perigo ao se envolver nessa história e a única certeza que tem é que não pode sentir medo, o medo é exatamente o que leva a morte.

Preste atenção a uma coisa que Maria vai falar: basta não ter medo. Você não tem medo. Maria sabe, Maria viu. Se continuares assim, sem medo, você sobreviverá e sairá vitoriosa dessa história.

Esse suspense me prendeu exatamente como uma obra de Agatha Christie, os suicídios, ao-lado-oculto-do-medo-2suspeita de crimes, os personagens intrigantes, está tudo lá, como uma fórmula perfeita. O resultado é uma história com um grande jogo psicológico onde o medo é o maior inimigo.

É muito fácil se identificar com Tina, ela é jovem, recém-formada, cheia de vontade de viver e construir uma carreira como jornalista. Ela sempre morou com os pais, mas abre mão dessa convivência buscando o próprio amadurecimento. Quem nunca buscou sucesso e independência?! Em seu novo emprego ela precisa lidar com um chefe grosseiro e intimidador. Vai dizer que nunca teve um chefe assim?!Na vila os vizinhos são em sua maior parte hostis, Humberto e Lobato são com certeza os piores. Mas ela encontra algumas almas gentis como Clara e Paulo.

Em meio a todas essas mudanças e questionamentos sobre a vida e a carreira Tina presencia esses suicídios e ao invés de se intimidar, eu teria me mudado na hora, ela decide investigar o que está acontecendo. Afinal, se todas as mortes são suicídios porque a casa de Tina é invadida e sua pesquisa sobre serial-killers é apagado do computador? Sua maior aliada é Maria, uma cartomante estrangeira que fala de maneira enigmática e deixa bem claro que tudo está acontecendo porque os moradores tiveram medo, sua maior ajuda para Tina é sempre lembrá-la de nunca sentir medo.

Mas como não sentir medo em uma situação como essas?

A narrativa é por um narrador-observador, ele nos conta sobre todos os personagens, mas nunca nos conta tudo. A descrição da vila é perfeita, ela é pequena, em uma cidade pequena, com um parque… Tudo isso sem nos dar nomes, podemos encaixá-la em qualquer lugar do país, ou até do mundo! Embora problemas como má administração do governo sejam bem características do nosso país. A ausência de datas e nomes que caracterizem os locais nos permite imaginar qualquer lugar que já conhecemos com aquelas características, nos aproximamos ainda mais da história e da personagem.

o-lado-oculto-do-medo-1E invariavelmente sentimos medo. Medo do que vai acontecer e de quem será o próximo a deixar a história. Medo do desconhecido. Quem nunca?

Eu confesso que como boa aprendiz da Sra Agatha sempre que a história me levava a suspeitar de algum personagem eu relutava em acreditar que ele teria algum envolvimento, o óbvio é sempre o mais improvável. Mas fiquei surpresa que alguns desses “óbvios” estivessem mesmo escondendo algo. E o final… bem, vocês precisam mesmo conferir, é realmente surpreendente. E o culpado não tenha dúvida. O medo.

Read Full Post »